12
fev

Estatuto da OAB: Entenda sua importância

Como qualquer profissão regulamentada no Brasil, a advocacia não é diferente: precisa de um documento oficial, sob a égide da Constituição Federal de 1988. E foi isso que ocorreu em 4 de julho de 1994, através da Lei Federal 8.906: a instituição do Estatuto da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Sendo um tema importante, torna-se imprescindível aliar o documento ao marketing digital. Isso porque esse conteúdo é um campo pouco explorado na internet, principalmente para pessoas leigas no assunto, sendo uma ótima estratégia para atingir, também, alunos de Direito e áreas correlatas. Entenda, abaixo, mais sobre o Estatuto da OAB – e como aliá-lo ao marketing digital pode ser um diferencial competitivo para os advogados.

O que é e sua importância?

Primeiramente vamos definir o que é e qual a importância do Estatuto da OAB. Ele define os direitos e deveres no exercício da profissão. Para isso, podemos definir o documento sob ambas as óticas.

Em relação aos direitos, é garantido ao profissional da advocacia, segundo as normas do estatuto, o exercício da profissão com liberdade dentro do país, com a inviolabilidade do lugar em que trabalha – seja em um escritório próprio ou em um grupo de associados.

Além disso, terá acesso a repartições da esfera jurídica, contato com o cliente até mesmo em casos de regime fechado, entre outros direitos.

Já os deveres competem o que é apresentado no Código de Ética e Disciplina da OAB: sigilo profissional dos clientes, ações visando honestidade e boa-fé, não utilizar de influências para ganhos pessoais ou profissionais e outra série de requisitos éticos.

Sobretudo, nesse sentido, o Estatuto da OAB aponta que o principal dever do advogado é cumprir sua profissão com excelência e trazer isso para a esfera jurídica e a própria classe.

O Estatuto da OAB ainda conta com uma série de outras características que o tornam indispensável e um dos principais regulamentos nesse sentido. É através dele que surgiu o exame da Ordem que aprova os profissionais para exercerem a função de advogado.

Não à toa, é o principal assunto dentro da prova – conjuntamente com o Código de Ética e Disciplina da OAB –, sendo indispensável para a aprovação. E isso pode trazer case de sucesso no ambiente digital para os advogados. Acompanhe.

O Estatuto da OAB e o marketing digital

Sendo um assunto de tamanha relevância, cada vez mais profissionais ligados à área jurídica buscam no ambiente digital não apenas o texto presente no documento. Sobretudo, é preciso saber quais ferramentas podem posicionar o advogado como referência nesse sentido. Dessa forma, com uma área ainda inexplorada, é possível utilizar o marketing digital da seguinte maneira:

– Marketing de conteúdo: artigos e outros canais permitem que o profissional, de forma autoral, posicione-se como autoridade em relação ao Estatuto da OAB, com comentários e análise profissional que fuja do ‘juridiquês’ – principalmente para leigos na área do Direito.

– Gestão de redes sociais: engajar e possibilitar que nas inúmeras plataformas – sejam audiovisuais, microblogs, entre outros – o advogado possa atrair mais pessoas interessadas no tema, gerando credibilidade e contando com o compartilhamento orgânico dos usuários.

– Websites: outro ponto de gestão de mídias sociais são sites voltados à atuação do profissional. O Estatuto da OAB é um nicho pouco explorado, criando relevância no ambiente digital e, novamente, posicionando o profissional como referência no assunto.

Em resumo, o marketing digital deixou de ser uma opção paliativa aos advogados e se tornou uma necessidade. O Estatuto da OAB, que ao lado do Código de Ética e Disciplina da Ordem é o principal documento da profissão, é uma proeminente forma de se posicionar no ambiente digital – cada vez mais explorado pela área jurídica e também por quem quer se atualizar sobre o assunto.

Quer ter conteúdos como esse e fazer com que seu escritório de advocacia seja referência no ambiente digital? Entre em contato conosco para tirar suas dúvidas por telefone, WhatsApp ou via e-mail.