16
dez

Médicos: É possível fazer uma boa estratégia de marketing nas mídias sociais?

Cada vez mais cresce o número de médicos que utilizam do marketing digital para alcançar um ambiente de relevância e posicionamento na web. Entre as inúmeras ferramentas utilizadas por profissionais da medicina, uma dúvida vem se tornado frequente: é possível fazer uma boa estratégia de marketing nas mídias sociais?

Plataformas como o Facebook, que já possui mais de 110 milhões de usuários apenas no Brasil segundo a própria corporação, além de outras redes como o Youtube e o Instagram, nos sinalizam positivamente em direção a uma resposta. Mas, é preciso analisar todas as características para apontar a efetividade das mídias sociais como estratégia de marketing.

O público está nas redes

Como citado anteriormente, grande parte da população brasileira possui redes sociais. E esse é o primeiro ponto a ser analisado: a abrangência que as mídias do gênero trazem para os médicos. Mais que qualquer outra plataforma, as redes sociais comportam diferentes tipos de pessoas, com os mais variados interesses – incluindo, questões médicas.

Assim, uma estratégia focada em mídias sociais deve passar, prioritariamente, pelo filtro do público-alvo a ser atingido. Isso porque ter muita gente em um mesmo local não significa necessariamente o sucesso de uma campanha de marketing. Para isso, analisamos outros fatores em relação ao assunto.

Conteúdo: a principal estratégia

Uma boa estratégia de marketing nas mídias sociais para os médicos é aquela onde há um conteúdo de qualidade, autoral e que demonstre autoridade no assunto. Em outras palavras: é preciso definir o perfil (ou persona) do público da sua área de atuação para, na sequência, direcionar esses conteúdos.

Os usuários de redes sociais, em grande parte dos casos, não procuram produtos ou serviços. Mas, informações relevantes e conteúdos de qualidade que tragam informações, curiosidades e a atuação de profissionais médicos são de extrema importância, pois geram um engajamento orgânico – ou seja, aquele onde a decisão é tomada pelo próprio usuário.

Aplicando as estratégias nas mídias sociais

E como aplicar as estratégias baseadas em conteúdo? É preciso entender o perfil da sua atuação profissional ou da clínica como uma marca, mas sem deixar de perder a pessoalidade – o usuário quer interagir com um médico e não com um logotipo. Dessa forma, foque em:

– Manter os perfis nas mídias sociais atualizados com uma frequência média de três publicações semanais;

– Falar sobre questões voltadas a especialidade do médico, criando autoridade e relevância para o público;

– Abrir os canais de comunicação (como os chats e mensagens direitas), para que as pessoas possam esclarecer dúvidas acerca da sua atuação;

– Ter uma linguagem simples e objetiva. Termos técnicos e especificidades médicas não atraem (pelo contrário, afugentam), pessoas que querem conteúdo simplificado.

Pontos importantes

Para resumir, é possível fazer uma boa estratégia de marketing nas mídias sociais para médicos, desde que seja realizada com competência e foco no público que deseja atingir. E, para que isso possa maximizado, é importante ficar atento a dois pontos:

– Não realizar consultas ou procedimentos pelas mídias sociais, além de outras situações que possam ir contra as diretrizes do Conselho Federal de Medicina (CFM), que dispõe sobre o que é permitido fazer ou não através do marketing médico;

– Contar com empresas e profissionais especialistas no assunto, aumentando a taxa de conversões de usuários em pacientes, além de aplicar as melhores estratégias nesse sentido.

Entre em contato conosco por telefone, WhatsApp ou e-mail para saber como podemos te ajudar nessa questão. Faça um orçamento e posicione-se, agora mesmo, de maneira relevante sua área de atuação médica.